Em Brasília, polícia monta megaoperação com 200 homens para capturar um 'serial Killer' que já cometeu estupro na Bahia - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

14 junho, 2021

Em Brasília, polícia monta megaoperação com 200 homens para capturar um 'serial Killer' que já cometeu estupro na Bahia


Um homem suspeito de matar uma família e ferir outras pessoas no Distrito Federal é procurado por várias forças de segurança desde este último domingo (13/6). Equipes das polícias civil e militar da capital federal e de Goiás, além da Polícia Federal, realizam buscas numa região de matagal de Cocalzinho (GO), no Entorno de Brasília. Nas redes sociais, o caso ganhou fama como sendo de um "serial killer em Brasília". 


O suspeito foi identificado como Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos. De acordo com o UOL, ele é o principal suspeito de matar no no último sábado (12/6) Cleonice Marques de Andrade, de 43 anos. A 'última vítima' foi encontrada morta e nua em uma área de mata em Ceilândia, no Distrito Federal. No mesmo dia, ele colocou fogo em uma chácara e baleou quatro pessoas, sendo que duas estão em estado grave.


FAMÍLIA

Cleonice estava desaparecida desde quarta-feira (8/6) após Lázaro matar o marido e os dois filhos do casal em um triplo homicídio. Ela foi sequestrada e levada para o local onde foi encontrado o corpo. Em um dos ataques, Lázaro disse ser possuído por um espírito com desejo de morte. 


A Polícia Civil do Distrito Federal identificou pelo menos dois locais onde Lázaro se escondia. Ele matou a família após reagirem a uma tentativa de assalto. Cláudio Vidal, de 48 anos e os dois filhos de Cleonice, Gustavo Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Vidal, de 15, foram executados a tiros e facadas ainda no dia 8.


PSICOPATA

Lázaro seria um mateiro experiente, com ampla experiência em sobrevivência na mata. Ele costumava trabalhar como carroceiro e teria perfil de psicopata, segundo informações preliminares. Após matar a família no dia 8 de junho, ainda no dia 9 Lázaro invadiu uma chácara próxima e obrigou a fazerem comida para ele enquanto assistia seus feitos no jornal. Lázaro então revelou que mataria mais pessoas nesta ocasião. Depois de comer, ele fugiu.


O acusado já respondia por crimes de roubo e estupro na Bahia e a polícia está envolvida com uma operação de 200 agentes para localizá-lo. Ele havia sido preso em 8 de março 2018, pelo Grupo de Investigações de Homicídios de Águas Lindas, mas fugiu do presídio no dia 23 de julho e segue foragido. 

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco