Ex-esposa acusa jogador de basquete Murilo Becker de agressão - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

26 agosto, 2021

Ex-esposa acusa jogador de basquete Murilo Becker de agressão


Patrícia Pontes, ex-esposa do jogador profissional de basquete Murilo Becker, revelou nesta quarta-feira (25) que registrou uma denúncia de agressão na Delegacia da Mulher de São José dos Campos, interior de São Paulo. Ela conta que foi atacada por Murilo na madrugada do último 9 de agosto.


A influenciadora digital disse,  em conversa com o colunista Leo Dias, da Metrópoles, que o episódio aconteceu no fim de semana do Dia dos Pais. O atleta levou os quadrigêmeos do casal em uma viagem, mas atrasou na volta. Patrícia contou que ele deveria retornar até às 23h do dia 8, contudo, ele apareceu uma hora e meia depois na companhia da sua atual namorada.


A mãe das crianças reclamou do atraso e questionou a presença da companheira de Becker, já que, segundo ela, o combinado no compartilhamento de guarda era que, no momento da entrega das crianças, os parceiros de ambos os pais não deveriam estar presentes. 


Patrícia ainda contou que a atual do seu ex a provocou com piadas e gestos. Ao reclamar, teria ouvido de Murilo: “Cale a boca, vagabunda”.


“Como ele tinha muita briga com o meu ex-namorado – e eu, com a atual dele –, nós fizemos esse acordo. Ele desceu do carro e perguntei o que tinha acontecido para ele me entregar as crianças tão tarde. Ele não me respondeu. Abriu o porta-malas para tirar uma cadeira de rodas. Nisso, chegou a namorada dele, no carro dela, e parou do outro lado da rua, um pouco antes da minha casa. Eu perguntei: ‘O que ela está fazendo aqui?’. Eu estava gravando tudo, por orientação do advogado, caso Murilo me agredisse”, conta Patrícia.


Murilo, então, teria se irritado com os questionamentos feitos por Patrícia e arremessado o tênis de uma das filhas em sua direção, atingindo o rosto de Patrícia. Em seguida, com raiva, ele teria jogado um dos andadores dos filhos no chão e partido em direção à ex-esposa, desferindo-lhe socos e arrancando o celular de suas mãos. 


“Acertou primeiro o meu nariz, que ainda está com um osso sobressaltado. Peguei o celular do bolso e disse que estava gravando. Mas ele não parou, veio para cima de mim. Sentia muita dor, mas ficava de pé. Com o murro nos dentes, não lembrava muita coisa, fiquei no chão. Tenho testemunhas”, revelou. Ela também disse que as filmagens foram apagadas por Murilo, que ainda jogou o celular duas vezes no chão .


Ainda no chão, ela conta que continuou sendo agredida com vários chutes. Com as agressões, ela conta que seu maxilar acabou quebrado. Os ataques só se encerraram após a intervenção da filha de 14 anos de Patrícia. 


A vítima foi atendida na Santa Casa de São José dos Campos. Ela teve lesões no nariz, dentes e na cabeça, além do joelho, devido à queda. Após a denúncia na delegacia, ela também passou por exame de corpo de delito.


“Desde o ocorrido, digo que não estou vivendo, estou sobrevivendo. Sabia que tinha sido algo grave na minha boca, mas nem tanto. Ainda sinto muitas dores. Quando consigo dormir, tenho pesadelos de que ele está invadindo a minha casa. Estou com insônia, consigo dormir um pouco, só lá pras 5 ou 6 horas da manhã. Nesse sábado, fiquei esperando a babá acordar para eu dormir, como se ela protegesse minha casa”, comenta..


“Não consigo sair porque ele está na rua. [Ele] Está viajando com a namorada, se divertindo. Depois do ocorrido, ele não viu mais as crianças. Estou fazendo terapia. [Os profissionais são] ‘Anjos’, que não estão me cobrando. Abraçaram minha causa”, diz.  Ela ainda desabafou ao dizer que os processos contra o ex não vão para frente, “acredito que seja pela influência que tem”.


Os dois ficaram juntos por cinco anos e tiveram os quadrigêmeos, que nasceram com paralisia cerebral, em diferentes graus. O casal foi protagonista de uma história contada pelo Correio no início de 2018 - ano em que se separaram. À época, Murilo Becker jogava basquete pelo Universo/Vitória.


Após o divórcio, Becker ficou com o direito de visitar os filhos de 15 em 15 dias, das 17h de sexta-feira às 17h de domingo.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco