Deficiente e outras três pessoas são salvas do “tribunal do crime” em Salvador; “acredito que iam arrancar a cabeça”, diz PM - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

14 outubro, 2021

Deficiente e outras três pessoas são salvas do “tribunal do crime” em Salvador; “acredito que iam arrancar a cabeça”, diz PM

 

A vida de quatro pessoas esteve por um fio na manhã desta quarta-feira (13/10), no Centro Histórico de Salvador. O grupo foi sequestrado por integrantes de uma facção para ser torturado e morto, na prática conhecida como "tribunal do crime". A Polícia Militar conseguiu chegar no local antes da execução.

O comandante da 2ª Companhia Independente (CIPM/Barbalho), major Kley Menezes, contou para o Aratu On como encontrou a cena. "Quando chegamos, vimos um elemento em um tonel cortado, amarado; uma mulher deficiente, que inclusive estava com uma muleta, também amarrada; e outros dois amarrados com fios. Perto estava um facão, acredito que eles iam atirar nas pessoas e depois cortar a cabeça", narra.

Os bandidos já haviam pensado, inclusive, no que fariam com o corpo.  "Provavelmente iriam enterrar por lá, porque a gente viu picareta e pás. Eles deveriam decapitar e enterrar no fundo da casa, mas conseguimos salvar essas quatro vidas", relembra.

As vítimas disseram que estavam indo sacar o auxílio emergencial, no bairro do Comércio, quando foram levadas. Elas eram todas usuárias de drogas e morariam em localidades dominadas pelo Comando Vermelho, mas foram flagradas em uma área dominada pelo Bonde do Maluco - o que, para as facções, é considerado um desaforo -.

O major explicou que guarnição foi acionada pelo Centro de Comunicações Integradas (CICOM) por causa do desaparecimento de cinco pessoas na região do Gravatá. A quinta vítima, que se apresentou posteriomente na delegacia, é uma mulher que levou um soco na boca, mas conseguiu fugir do cativeiro sozinha.

Com a denúncia, a guarnição fez uma vistoria nas casas da localidade. Em uma delas, abandonada, o major conta que foram vistos dois homens na janela, pelo menos um deles armados com uma pistola. A polícia deu voz de prisão, mas eles conseguiram fugir pelos fundos da casa, na Mouraria.

O homem que estava no tonel foi levado para uma Unidade de Pronto Atendimento, enquanto as demais vítimas seguiram para a delegacia. "Nosso Serviço de Inteligência já identificou alguns elementos. Inclusive, as vítimas confirmaram a identificação, e agora a Policia Civil vai fazer a parte dela, que é apurar e encontrar esses elementos", explica.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco