Últimas Notícias


Aluno que acertou TODAS as questões de matemática do último Enem dá 10 dicas de estratégias para o 2º dia de prova

Aos 18 anos, Gabriel Telles acertou simplesmente todas as 45 questões de matemática do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020.


Com esse grande feito no currículo, dá para considerar que o jovem é uma pessoa gabaritada para dar dicas a quem fará a prova no próximo domingo (28), certo? Confira mais abaixo quais as estratégias que ele recomenda aos estudantes.

O curioso é que o Enem não era o foco de Gabriel: ele queria (e conseguiu) ser aprovado no vestibular do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), um dos mais concorridos do país, com 160 candidatos disputando cada vaga. Agora, cursa o segundo semestre de engenharia aeroespacial.

É um curso integral - mas, ainda assim, ele faz alguma mágica para dar conta (perdão pelo trocadilho) de ministrar aulas particulares a candidatos do Enem 2021 e trabalhar como monitor em cursinhos.

"É puxado, mas, por enquanto, funciona para mim", diz. "Estou me sustentando desse jeito em São José dos Campos [no alojamento estudantil do ITA]."



Veja quais os conselhos de Gabriel a quem busca resultados tão excepcionais quanto os dele:


1- Descansar no sábado

"O aluno precisa entender que chega a hora de parar de estudar. Na minha opinião, o sábado da véspera do Enem deve ser de descanso. Faça algo de que você gosta: ver um filme, jogar videogame, conversar com alguém. É hora de tentar se acalmar", aconselha.

2- Prestar atenção aos comandos das questões

"Precisa ficar muito atento ao que a questão está pedindo. Ela pode falar de um assunto que você domina, mas, se você não ler o enunciado com atenção, vai marcar a alternativa errada, que não era exatamente relacionada à pergunta", diz Gabriel.

3- Planejar a resolução das questões antes de fazer as contas

"Uma tática que uso muito é: tento raciocinar primeiro o caminho da solução, quebrando-o em partes menores. Parto do resultado quero encontrar. Por exemplo, se preciso calcular a área do triângulo, já sei que tenho de saber os lados dele. Começo a pensar assim antes de sair já fazendo as contas."

4- Sublinhar as informações mais importantes da pergunta

"Você pode anotar ao lado da questão quais são os valores que ela já te dá. Ou então sublinhar essas informações; fica a seu critério."

5- Arredondar valores

"Vejo muita gente se perdendo nos cálculos. Minha dica é aproximar os valores, porque, em geral, as alternativas são bem diferentes entre si. Em vez de dividir um número por 95, por exemplo, divida por 100, porque aí é só mudar a vírgula para a esquerda. O resultado final vai ficar próximo ao de alguma das respostas, e você terá economizado muito tempo nas contas", diz Gabriel.

    "Em vez de fazer uma divisão complexa, que vai tomar 4 minutos, e ainda correr o risco de errar, é melhor fazer esse arredondamento. É uma tática segura."

6- Pular questões muito difíceis

"O aluno precisa inicialmente pular as questões muito difíceis. Vá fazendo as fáceis, depois as médias, e, só no fim, as difíceis. Pela TRI [método que mede a coerência nas respostas do aluno], é importante garantir as mais simples. Por isso, o truque é fazê-las quando ainda tiver energia", conta.

"Lembra o que falei do planejamento antes de começar a fazer as contas? Então, se você já descobrir ali que o problema vai exigir um longo caminho até o resultado, melhor deixar para o final."

7- Alternar as disciplinas

"Eu preferia alternar as provas: fazia um bloco de 15 questões de ciências da natureza, depois outro de 15 de matemática. Aí, consigo garantir que farei as mais fáceis das duas partes. Ajuda muito."

8- Não 'invadir' o espaço de outra questão

"O espaço de rascunho é muito limitado para todas as contas de 90 questões. O ideal é fazer os cálculos naquele espacinho ao lado do enunciado. Mas atenção: não comece a 'invadir' o espaço de outra pergunta, porque você pode se confundir e misturar tudo depois", afirma Gabriel.

9- Marcar quais serão resolvidas depois

"Se você perceber que a questão é muito difícil e decidir deixá-la para depois, é melhor fazer algum sinal ao lado [como um asterisco]. Depois, fica mais rápido de ver quais ficaram em branco."

10- Não insistir no erro

"Os alunos têm medo de bater o desespero no meio da prova. Mas não adianta insistir no erro e gastar muito tempo em uma questão que você considera difícil, porque isso te desestabiliza. Precisa pensar: 'não consigo agora. Vou para a próxima e depois volto. Até lá, posso lembrar como fazer."

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem