Estudante usou faca com formato de dragão para atacar colega em escola na BA


O adolescente de 16 anos que esfaqueou o colega de sala, em uma escola pública da cidade de Porto Seguro, no Sul da Bahia, utilizou uma faca tipo adaga com a base em formato de dragão. O crime aconteceu na quarta-feira (23). As informações são do site local Radar 64.


A arma estava na cintura do garoto que, em um determinado momento da aula, sacou o objeto e partiu para cima do colega. A vítima foi esfaqueada duas vezes, no abdômen e na coxa. Conforme o relato de uma estudante que presenciou o crime, o agressor disse que tinha a intenção de fazer mais vítimas.


A adaga é um tipo de faca muito particular e que chama atenção de colecionadores deste tipo de arma. Comumente, ela aparece em produções televisivas que ilustram determinados períodos históricos e rituais religiosos.


Ainda de acordo com o Radar 64, o jovem fazia publicações de teor violento nas suas redes sociais. Em uma delas, por exemplo, ele compartilhou uma mulher recebendo um mata-leão deum homem enquanto ele segurava uma adaga semelhante a usada no crime.


A mãe da vítima, uma camareira de 37 anos, disse ao site que o filho não tinha amizade com o colega de sala e que não havia nenhum atrito entre eles.


Após o ataque, o garoto foi socorrido e encaminhado para o Hospital Luís Eduardo Magalhães, onde passou por uma cirurgia. Ele teve o pulmão, o rim e o fígado perfurados.


Já o agressor foi encaminhado para uma delegacia de Porto Seguro, onde foi ouvido pelo delegado da unidade policial.


Posteriormente, ele concedeu depoimento a um promotor do Ministério Público da Bahia (MP-BA) e, agora, está sob custódia da Polícia Civil. O MP vai pedir a internação provisória dele. A família alega que ele sofre de transtornos psiquiátricos, como ansiedade, e que frequenta um Centro de Atenção Psicossocial (Caps).

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem