João Leão admite possibilidade de apoiar ACM Neto e indica chance de se candidatar a governador

O vice-governador da Bahia, João Leão (PP), quebrou o silêncio neta quarta-feira (9/3) e admitiu a possibilidade de rompimento com a base governista. Desta forma, o partido do qual ele é presidente estadual pode apoiar a pré-candidatura de ACM Neto (UB) ou investir em candidatura própria a governador – cujo nome lançado seria o dele próprio.

As informações foram divulgadas na manhã desta quarta à imprensa, um dia após encontro de Leão com o cacique do PP e ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, em Brasília.

"Após as declarações do senador Jaques Wagner, em entrevista no início da semana, descumprindo alinhamentos construídos fruto de amplo diálogo, o PP da Bahia precisa refletir sobre seu futuro nas eleições estaduais deste ano", disse o progressista, se referindo ao anúncio de Wagner de que Rui iria cumprir o mandato até o final.

De acordo com o chefe pepista, qualquer decisão que o PP tiver será divulgada após reunião com o governador Rui Costa (PT) e com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com quem se reuniu nos últimos dias.

“Trabalhamos muito pelo nosso estado e o legado do PP precisa ser respeitado, da mesma forma como temos nutrido respeito por todos os nossos aliados”, pontuou.

Também participaram do encontro no Distrito Federal os deputados federais Cláudio Cajado, presidente em exercício do Diretório Nacional do PP, os deputados Ronaldo Carletto, Mário Negromonte Jr. e Cacá Leão, além do secretário-geral do partido na Bahia, Jabes Ribeiro.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem