Piloto é retirado da cabine de avião embriagado e com arma de fogo minutos antes da decolagem


Um piloto da JetBlue foi retirado da cabine de uma aeronave da companhia minutos antes da decolagem. Ele tinha um nível de álcool no sangue quatro vezes o limite legal para pilotar um avião. O voo estava lotado.

De acordo com o Extra, James Clifton, de 52 anos, parecia estar bêbado quando passou pela segurança do Aeroporto Internacional de Buffalo Niagara (estado de Nova York, Estados Unidos), nesta última quarta-feira (2/3).

 

Ao ver a cena, os agentes da Administração de Segurança de Transporte chamaram a polícia, de acordo com um relatório policial da Autoridade de Transporte da Fronteira do Niágara obtido pelo "New York Post".

Clifton, que levou uma arma de fogo registrada pelos portões, foi removido do avião e instruído a fazer um teste de bafômetro. O piloto disse que não havia bebido na manhã anterior ao horário marcado para o voo, mas depois admitiu que havia bebido "de sete a oito cervejas" em um bar na noite anterior, de acordo com o relatório da polícia.

 

Um outro membro da tripulação disse que James não apareceu pela manhã para pegar o transporte que os levaria ao aeroporto. O piloto foi mais tarde, de Uber. O piloto foi demitido. Ele enfrenta agora acusação federal. O voo atrasou quatro horas e dez minutos, até a chegada de um novo píloto da empresa

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem