Putin pode ser julgado por crimes de guerra, diz ministro

O ministro da Justiça britânico apontou os crimes do presidente russo

O vice-primeiro-ministro britânico, Dominic Raab, advertiu nesta terça-feira, 1, que o presidente russo, Vladimir Putin, será "responsável" por eventuais crimes de guerra cometidos na Ucrânia.

"Está claro, tanto no caso de Putin quanto dos comandantes em Moscou, no terreno na Ucrânia, que serão considerados responsáveis por qualquer violação das leis da guerra", afirmou Dominic Rabb, que também é ministro da Justiça, ao canal privado britânico Sky News.

 

"Não vamos olhar para o outro lado", assegurou.

O procurador do Tribunal Penal Internacional (TPI) em Haia, Karim Khan, anunciou na segunda-feira a abertura "o mais rápido possível" de uma investigação sobre a situação na Ucrânia.

O procurador deste tribunal criado em 2002 para julgar as piores atrocidades do mundo disse estar "convencido de que há uma base razoável para crer que foram cometidos supostos crimes de guerra e crimes contra a humanidade na Ucrânia".

 

Referindo-se a Putin, a seus generais e aos militares russos na Ucrânia, Raab declarou à rede BBC que "existe um risco muito real de que eles acabem no banco dos réus de um tribunal de Haia".

Se o TPI decidir agir, "tenho certeza de que o Reino Unido e seus aliados vão querer fornecer apoio prático e logístico", frisou.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem