Investigações da morte de Marília Mendonça são retomadas na data em que acidente completa seis meses; entenda

Investigações estavam paralisadas há um mês; além da cantora, outras quatro pessoas morreram no acidente aéreo 

 


A Polícia Civil de Caratinga, Minas Gerais, retomou nesta quinta-feira (05), as investigações da morte da cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas. Seis meses depois do acidente aéreo, ainda não se sabe quem foi o responsável ou o que causou a queda do avião bimotor.


As investigações estavam paralisadas há um mês por causa de um impasse. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que a Polícia Civil é quem voltará a ser responsável pelas investigações. O STJ decidiu entre a PC e a Polícia Federal.

“Durante esse período a investigação teve seu curso normal, com conclusão de laudos periciais, expedição de ofícios e oitivas de testemunhas. Nesta semana o STJ decidiu que competirá a justiça estadual julgar os fatos e por consequência a Polícia Civil continuará as investigações.”, disse o delegado Ivan Lopes Sales em vídeo enviado ao iBahia.

 

“Durante esse período de análise do STJ não houve qualquer prejuízo para as investigações. Pois perpassa por dois orgãos, a Polícia Civil e a Força Aérea Brasileira (FAB). Embora sejam orgãos independentes e com investigações autônomas, elas se complementam. Ainda esta semana a PC solicitará a FAB encaminhamento dos laudos já concluídos.”, finalizou.

 

                    Foto: Reprodução / Redes sociais

 

Além da Rainha da Sofrência, morreram também o produtor baiano Henrique Ribeiro, do tio e assessor da cantora Abicieli Silveira Dias Filho, o piloto, Geraldo Medeiros, e do copiloto Tarciso Viana.

A perícia concluiu, e, novembro de 2021, que todos os ocupantes do avião foram vítimas de politraumatismo contuso provocado pelo choque da aeronave com o solo.

 

Herança da cantora

O processo de inventário de Marília Mendonça foi aberto em dezembro e segue em trâmite no Tribunal de Justiça de Goiás. O processo corre em segredo. A cantora sertaneja deixou como herdeiro apenas seu filho, Léo, fruto do relacionamento com o cantor Murilo Huff.

O menino de 2 anos segue sob guarda compartilhada entre o genitor e a mãe de Marília, Ruth Dias. O valor do patrimônio deixado por Marília Mendonça chega a soma de R$ 500 milhões.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem