"A gente não pode sair divulgando valores de forma irresponsável", diz prefeita ao rebater falta de dados sobre gastos com shows


 

A prefeita de Conceição de Jacuípe, Tânia Yoshida (PSD), disse que os valores gastos com a realização do Arraiá do Berimbau 2022, tradicional festa junina da cidade, serão divulgados  até a próxima quarta-feira (08/6).


Em entrevista ao site, ela rebateu as afirmações do vereador Edinaldo Puridade (sem partido) que afirmou que a festa é organizada sem a publicação orçamentária no Portal Transparência.


Entre as razões para a não publicação dos valores, a prefeita justificou que pregões eletrônicos estão sendo feitos para decidir os valores que serão destinados para a grade de atração do evento.


A programação divulgada pela gestão municipal tem nomes como os dos cantores João Gomes, Wesley Safadão, Maiara e Maraisa, Tarcísio do Acordeon, Pablo, Calcinha Preta, Flávio José, entre outros destaques do cenário do forró, arrocha e sertanejo nacional.


"Estamos fazendo pregões eletrônicos e todos os valores serão publicados no Diário Oficial. Assim que saírem os resultados, que devem ser conhecidos no máximo até a quarta-feira, vamos publicar cada valor", disse a prefeita.


Tânia ainda justifica a falta de previsão sobre valores com o fato dos contratos serem negociados de forma direta com os artistas, em alguns casos.


Por isso, segundo gestora, ainda não é possível determinar o pagamento que será feito para bandas e atrações que irão integrar a grade de atrações da cidade.


"No caso de um artista do Ceará, por exemplo, o contrato vai para a assinatura e precisa voltar para a gente concluir as questões burocráticas, como a entrega de documentos e certidões. Se isso não ocorrer, o pagamento nem será feito. A gente não pode sair divulgando valores de forma irresponsável", acrescentou Tânia.


A prefeita ainda afirma que as acusações feitas pelo vereador Edinaldo Puridade estão baseadas apenas em articulações do jogo político da oposição.


Mecanismos

Os gastos com as grandes atrações para os eventos musicais, especialmente na Bahia, vieram a tona após a prefeita de Teolândia (baixo-sul da Bahia), Maria Baitinga de Santana (PP), conhecida como Rosa, planejava desembolsar R$ 704 mil por uma apresentação de 1h30 do cantor Gusttavo Lima, durante a "Festa da Banana", que começaria neste fim de semana, mas foi cancelada pela Justiça.


A repercussão de fatos como este, coloca em destaque o alto recurso que cidades de pequeno porte destina para os cachês de artistas.


Neste cenário, a maioria são cantores sertanejos. Mesmo com o desafio da garantia de infraestrutura básica para a população, os municípios têm destinado milhões para os festejos.


Em determinados casos, a festança ainda ocorre com a ajuda das ‘emendas pix’ que saem de Brasília.


Fonte: BNews

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem