TSE libera e militares inspecionam sistema das urnas nesta quarta

Pedido de acesso ao sistema eleitoral foi feito pelo Ministério da Defesa de forma "urgentíssima"


As Forças Armadas terão aceso ao código-fonte do sistema eleitoral 

 

Técnicos das Forças Armadas inspecionam os dados as urnas eletrônicas nesta quarta-feira, 3, após a solicitação, de forma “urgentíssima”, ser atendida pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Os militares pediram acesso aos códigos-fonte do sistema eleitoral, embora esses dados estejam disponibilizados desde outubro pelo Tribunal a partidos e entidades. O código-fonte é a programação de um software com orientações para que o sistema opere corretamente e tenha funcionalidade. 



“Solicito a Vossa Excelência a disponibilização dos códigos fontes dos sistemas eleitorais, mais especificamente do Sistema de Apuração (SA), do Sistema de Votação (VOTA), do Sistema de Logs de aplicações SA e VOTA e do Sistema de Totalização (SisTot), que serão utilizados no processo eleitoral de 2022", diz trecho do pedido enviado ao Tribunal.

O Ministério da Defesa, que coordena Exército, Marinha e Aeronáutica, aguarda ainda o envio de informações técnicas “preparatórias".

"Considerando que a ausência das referidas informações poderá prejudicar o desenvolvimento dos trabalhos da supracitada equipe quanto ao cumprimento das etapas de fiscalização previstas na Resolução do TSE e, também, que há a necessidade de um ponto de contato que facilite as ações de fiscalização, reitero as solicitações em comento", detalha o ofício do Ministério. 



A Corte já reuniu representantes de diversas instituições para atuar na fiscalização do processo eleitoral de 2022, incluindo integrantes das Forças Armadas, Controladoria-Geral da União (CGU), o Ministério Público Federal (MPF), universidades etc.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem