Últimas Notícias


Homem confunde delegado com traficante e tenta comprar crack durante operação


Um usuário de drogas tentou comprar cinco pedras de crack com um delegado durante uma ação da Polícia Civil e da GCM (Guarda Civil Metropolitana) em um prédio abandonado na Sé, no centro de São Paulo, na tarde desta terça-feira (20).


O homem rompeu a barreira feita pelos policiais na rua do Carmo e seguiu em direção ao interior de um prédio no qual eram realizadas buscas por pessoas suspeitas de tráfico e de roubos de celular na região.


Já dentro do imóvel, o dependente químico se deparou com o delegado Roberto Monteiro, chefe da operação. Foi nesse momento que o homem deu a nota de R$ 50 que carregava em uma das mãos e pediu para o delegado "cinco pedras". Ele também trazia consigo um isqueiro.


O homem, que estava visivelmente debilitado, quase não conseguia abrir os olhos.


Demonstrando estar surpreso com a atitude, o delegado Monteiro, que é titular da 1ª Delegacia Seccional Centro, e responsável pelas operações na cracolândia, começou a conversar com o dependente químico.


Ao delegado, ele disse se chamar José Carlos, mas não deu mais informações pessoais.


Em dado momento, ao ser questionado se trabalhava, o homem pediu "cinco pedras".


Ao notar que não conseguiria a droga, ele tomou a nota da mão do delegado e deixou o local.


Naquele mesmo instante, cerca de 10 pessoas passavam por revista na entrada do imóvel. Algumas delas foram liberadas.


O delegado classificou a situação como surreal e triste. "Acreditei, porque sei que o crack destrói fisicamente e psicologicamente o dependente químico. Ele não tinha noção com quem estava falando, nem de tempo e espaço. Ele estava no 'automático' e foi comprar onde ele estava acostumado", afirmou.


Fonte: Portal Nacional dos Delegados

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem