Últimas Notícias


Nos últimos 12 meses, tomate e café sobem mais de 73% em Salvador

O valor total da cesta em Salvador apresentou queda de -1,64% em relação a julho. Foi a terceira cesta com menor valor entre as capitais pesquisadas e atingiu o valor de R$ 576,93

O café e o tomate estão pesando no orçamento dos soteropolitanos. No acumulado dos últimos 12 meses, os itens cresceram mais de 73%. A informação foi divulgada nesta terça-feira (06), através da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos realizada pelo DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Na prática, 11 dos 12 produtos que integram a cesta tiveram elevação dos preços. Na lista, estão: tomate (73,21%), café em pó (73,03%), banana (40,67%), óleo de soja (37,00%), feijão carioquinha (34,77%), açúcar cristal (34,56%), farinha de mandioca (31,60%), pão francês (30,32%), manteiga (22,06%), leite integral (20,40%) e carne bovina de primeira (3,84%). Apenas o arroz agulhinha (-10,61%) acumulou taxa negativa.

Na análise mensal, em agosto e entre os 12 produtos, 5 tiveram aumento nos preços médios na comparação com o mês anterior: leite integral (9,55%), manteiga (4,89%), farinha de mandioca (2,44%), pão francês (1,23%) e banana (0,87%).

Em compensação, os outros 7 itens apresentaram redução: tomate (-18,44%), óleo de soja (-8,58%), feijão
carioquinha (-4,37%), café em pó (-3,71%), açúcar cristal (-1,35%), arroz agulhinha
(-0,55%) e carne bovina de primeira (-0,40%).

Valor total da cesta

O valor total da cesta em Salvador apresentou queda de -1,64% em relação a julho. Foi a terceira cesta com menor valor entre as capitais pesquisadas e atingiu o valor de R$ 576,93. Entretando, em comparação com agosto de 2021, a cesta teve elevação de 18,85%. Na variação acumulada ao longo do ano, o aumento foi de 11,33%.

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem