Header Ads

ACM Neto reforça confiança de vitória no segundo turno: “Se eles estão achando que a eleição está resolvida, vão cair do cavalo”



Candidato a governador recebeu o apoio de milhares de lideranças de todas cidades da Bahia em encontro no Centro de Convenções

O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) reuniu nesta quinta-feira (6) milhares de lideranças vindas de todo o estado no Centro de Convenções de Salvador e reforçou sua confiança de vitória neste segundo turno das eleições. O ex-prefeito de Salvador disse que, se o grupo que governa o estado há 16 anos acha que a eleição está resolvida, vai cair do cavalo e ressaltou que, nesta nova etapa da disputa eleitoral, ele ficará frente à frente com o candidato do PT, Jerônimo Rodrigues.

Participaram do encontro prefeitos, ex-prefeitos, vereadores, deputados federais e estaduais, eleitos ou suplentes, vindos de todas as regiões do estado. Eles ouviram de Neto as estratégias e orientações para a campanha, que terá o seu primeiro evento no interior nesta sexta-feira (7), em Santo Amaro.

Mas o encontro serviu, sobretudo, para reforçar a unidade do grupo que trabalhou pela candidatura ao logo do primeiro turno: “Se eles estão achando que a eleição já está resolvida, eles vão cair do cavalo. Porque a gente vai vencer as eleições no dia 30 de outubro. Foi por isso que chamei todos vocês aqui na tarde de hoje. Porque nós temos que colocar o sorriso no rosto, temos que ter energia no corpo e temos que correr atrás de cada voto a partir de hoje em todo o estado da Bahia”, discursou ACM Neto.

Neto citou uma conversa que teve com o prefeito de Salvador, Bruno Reis (UB), na última segunda-feira, logo após o resultado do primeiro turno. Eles lembraram que para este grupo, que é oposição na Bahia há 16 anos, nada foi fácil. A exemplo da eleição de 2012, para a Prefeitura de Salvador, quando ACM Neto venceu um candidato do PT no segundo turno, numa disputa tão acirrada e cheia de ataques pessoais quanto essa.

O ex-prefeito de Salvador lembrou que nas eleições de 2012 as comparações entre ele e Nelson Pellegrino (PT) foram essenciais para que a população da capital baiana optasse pelo mais bem preparado. Disse ainda que o tempo de exposição na TV será maior para os dois candidatos, com cinco minutos diariamente para cada. Assim como as inserções diárias na programação aumentará. Além disso, Neto disse que já aceitou o convite das quatro principais emissoras da Bahia para a realização dos debates.

“Quero debater com Jerônimo com olho no olho, cara a cara, homem a homem, um a um. Porque isso vai permitir que a diferença dos nossos projetos, as diferenças do que nós representamos fiquem ainda mais evidentes para o eleitor. Isso vai contribuir de maneira decisiva para que os baianos possam, no dia 30 de outubro, escolher o mais preparado para governar o estado da Bahia”, disse.


Eleição de 2020

ACM Neto lembrou também de uma vitória mais recente, nas eleições de 2020, quando candidatos do seu grupo foram para o segundo turno em Feira de Santana e Vitória da Conquista. Em ambas, enfrentando adversários do PT que acabaram o primeiro turno na frente. Mesmo assim, veio a virada: “Naquela ocasião, algumas pessoas disseram para jogar a toalha. Mas eu, naquele momento, mesmo não sendo eleitor de Conquista ou de Feira, caí para dentro da eleição. Fomos à luta, fomos às ruas para virar o jogo. E por isso saímos vitoriosos, em situação bem parecida com a que vivemos agora”, disse ACM Neto.

O evento, que foi convocado nas redes sociais, superou as expectativas. O salão reservado no Centro de Convenções não conseguiu abrigar a quantidade de lideranças que vieram a Salvador manifestar o seu apoio neste segundo turno. Tanto que, apesar das cadeiras no local, todos ficaram de pé e, ainda assim, muitos ficaram do lado de fora.

O candidato do União Brasil orientou as lideranças de que a principal estratégia para este segundo turno é muito simples: basta convocar cada eleitor a fazer uma comparação entre os dois candidatos e os dois projetos que estão disputando o Governo da Bahia. De um lado, o indicado pelo governo que comanda o estado há 16 anos, deixando uma série de mazelas na segurança pública, emprego, saúde e educação - pasta que, inclusive, foi comandada por Jerônimo Rodrigues (PT), o candidato governista. Do outro, a trajetória e as realizações de ACM Neto, consagrado como deputado federal e por oito anos enquanto prefeito de Salvador.

Neto destacou que no primeiro turno muitos cargos estavam em disputa, o que enchia o eleitor de informações. “Agora, não. Nós temos dois candidatos que disputam o governo e dois candidatos à presidência. O que isso significa? Que a atenção do eleitor e que a possibilidade de diálogo direto com ele vai ser muito maior. E que a efetividade da comunicação também será muito maior. Eu tenho certeza que todos os baianos estarão atentos e preocupados com o que acontecerá com o seu estado. Por isso, é fundamental que a gente provoque em cada eleitor, em cada cidadão, a reflexão sobre os candidatos que estão disputando a eleição”, disse.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.