Header Ads


Ônibus deixam de circular no final de linha do bairro de Pernambués após morte de líder do tráfico


A decisão dos rodoviários aconteceu após a morte de um homem apontado como líder do tráfico na região

A violência em Pernambués tem causado consequências aos moradores. Isso porque os ônibus deixaram de circular no final de linha do bairro após a ameaça de toque de recolher, por causa da morte de um homem apontado como líder do tráfico de drogas na região.

Everton Souza Santos, conhecido como Everton Betão, foi morto no final da manhã desta quarta-feira (19) em confronto com a Polícia Militar da Bahia (PM-BA). Em nota, a Polícia informou que atuava em operação conjunta na comunidade da Horta, em Pernambués, quando foi recebida a tiros e em meio ao revide, o homem foi atingido e não resistiu aos ferimentos.

Com a decisão, os usuários do transporte público precisam se deslocar até à praça Arthur Lago, cerca de 1,5 km do final de linha, onde os coletivos estão cumprindo horário. As linhas afetadas com o ato, são:

  • Pernambués-Pituba;
  • Pernambués-Barra;
  • Doron-Pernambués/Ribeira;
  • Pernambués-Jardim Brasília-Barra;
  • Pernambués-Terminal Acesso Norte;
  • Alto do Cruzeiro-Pernambués (Circular).

Escolas suspenderam as aulas

Além do transporte público, a violência também mudou a rotina de diversos estudantes no bairro. A Secretaria Municipal de Educação (Smed) decidiu, nesta quarta-feira (19), suspender temporariamente as atividades de onze escolas do bairro de Pernambués, após ser anunciado suposto toque de recolher no local.

De acordo com o informe disparado pela Smed, as aulas só serão retomadas quando a situação na localidade estiver devidamente normalizada, sem oferecer riscos aos estudantes, pais e professores. O suposto toque de recolher foi anunciado depois da morte de um suspeito de envolvimento com tráfico de drogas na região, após confronto entre agentes da Polícia Militar (PM-BA) e um grupo de homens armados.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.