Header Ads

Catar: policiais cercam jornalista e pisam em bandeira de Pernambuco ao confudirem-na com a LGBT+; vídeo

     Créditos da foto: reprodução/vídeo



No país-sede da Copa do Mundo 2022, a homossexualidade é considerada crime


O jornalista recifense Victor Pereira passou por uma situação tensa, nesta terça-feira (22/11), no Catar. Civis e policiais catarianos o abordaram por confundirem a bandeira de Pernambuco - que tem um arco-íris - com a LGBT+. No país-sede da Copa do Mundo 2022, a homossexualidade é considerada crime. 


"Tô nervoso, aqui. Tô tremendo! [...] Pegaram meu telefone e só devolveram me obrigando a deletar o vídeo que eu fiz", diz Victor, em vídeo divulgado em seu perfil no Twitter. "Só consegui meu celular de volta porque deletei o vídeo que eu fiz. Isso é um absurdo, porque a gente tem a autorização da Fifa pra filmar absolutamente tudo aqui no estádio", completa.




Outras pessoas que estavam próximas à cena registraram o momento em que os catarianos cercam o jornalista e duas mulheres que estavam com ele. As imagens também foram compartilhadas por Victor na rede social, e é possível vê-lo tentando se explicar. "Chegaram a pegar a bandeira de Pernambuco, jogaram no chão e pisaram. Quando algumas pessoas intervieram, amenizaram a situação", escreveu.


VEJA ABAIXO

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.