Header Ads


Chuva deixa 3 mil pessoas desabrigadas na Bahia

    Foto: Divulgação




Previsão é de que chuva perca força no final de semana


A chuva que atinge a Bahia há cerca de uma semana deixou pelo menos três mil pessoas fora de casa em apenas um município. Prado, no extremo-sul da Bahia, é apenas um dos municípios afetados e que estão em processo de decretação de Estado de Emergência. As informações são da Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec).


As áreas com maior risco de alagamento, transbordamento de rios e deslizamento de encostas são no Sul e Centro-Sul do Estado devido ao acumulado de chuvas, aponta o Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). 

De acordo com o monitoramento do Inmet, há alerta de ventos intensos, corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas no Centro-Sul, Vale do São-Franciscano, Centro-Norte Baiano, Sul e Extremo-Oeste. Algumas das cidades em alerta laranja são: Abaré, Alagoinhas, Amargosa, Amélia Rodrigues, Bom Jesus da Lapa, Cachoeira, Cairu, Candeias, Caravelas, Cruz das Almas, Feira de Santana, Ilhéus, Itabuna, Juazeiro, Lauro de Freitas, Mucuri e Nova Viçosa. 


Em Salvador, de acordo com o Boletim de Solicitações da Defesa Civil (Codesal), há registro de oito ameaças de desabamento na capital em locais como Cidade Baixa, Liberdade, Cabula/Tancredo Neves e Centro/Brotas. 

Os maiores acumulados de chuva em Salvador foram registrados em Cajazeiras VIII - Mangueiras (39,6mm), Ilha dos Frades (35,2mm), Cajazeiras VIII (34,2mm), Nova Esperança (33,7mm) e Fazenda Coutos (33,4mm).  Segundo os especialistas, a previsão é de que as chuvas percam intensidade até o final da semana. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.