Com Brasil usando time reserva, Daniel Alves vai se tornar jogador mais velho a defender a seleção

    Foto: Lucas Figueiredo / CBF
 


Atleta baiano deve entrar em campo nesta sexta-feira (2) aos 39 anos

Um novo recorde será estabelecido por Daniel Alves na sexta-feira (2), no Mundial do Catar. Ao entrar em campo contra Camarões, às 16h, no estádio Lusail, o baiano de Juazeiro se tornará o jogador mais velho a defender o Brasil na história dos 22 Mundiais disputados. O lateral direito do Pumas, do México, completou 39 anos em 6 de maio.


Já é de Daniel o recorde de brasileiro mais velho a ir para uma Copa, o que aconteceu com a convocação atual. Agora, será também o mais vivido a entrar em campo, já que nas duas partidas anteriores ele não saiu do banco. Já classificado para as oitavas de final, o Brasil decidiu escalar os reservas na terceira e última rodada da fase de grupos. 


Curiosamente, Daniel Alves supera um colega de elenco. O capitão Thiago Silva quebrou o recorde na estreia, dia 24 de novembro, quando foi um dos titulares da Seleção na vitória sobre a Sérvia por 2x0. O zagueiro entrou em campo aos 38 anos. Também enfrentou a Suíça, quatro dias depois.

Apesar de ter quebrado o recorde brasileiro, Daniel Alves não é o jogador mais velho presente na Copa do Catar. Esta marca cabe ao experiente goleiro mexicano Alfredo Talavera, com 40 anos de idade - o único “quarentão” no torneio. O meia Atiba Hutchinson, do Canadá, o zagueiro Pepe, de Portugal, e o goleiro Eiji Kawashima, do Japão, também têm 39 e são alguns dias mais velhos do que o baiano.


Daniel poderia, ainda, se juntar a um seleto grupo de atletas convocados para quatro Copas do Mundo. Esta é a terceira Copa do Mundo de Daniel Alves. Ele esteve na África do Sul, em 2010, e no Brasil, em 2014. O lateral seria convocado para a edição de 2018, na Rússia, mas ficou fora por ter sofrido uma lesão no joelho direito um mês antes. Já Thiago Silva está em sua quarta Copa, igualando este outro recorde entre jogadores brasileiros. Ele foi reserva na África do Sul, em 2010, e sustentou a titularidade da zaga em 2014, no Brasil, em 2018, na Rússia, e 2022, no Catar.

Neste quesito, Thiago agora faz companhia a sete ex-atletas que foram a quatro Copas do Mundo - nem todos jogaram nas quatro.


Veja a lista abaixo:

  • Thiago Silva (2010, 2014, 2018 e 2022)
  • Pelé (1958, 1962, 1966 e 1970)
  • Nilton Santos (1950, 1954, 1958 e 1962)
  • Castilho (1950, 1954, 1958 e 1962)
  • Djalma Santos (1954, 1958, 1962 e 1966)
  • Emerson Leão (1970, 1974, 1978 e 1986)
  • Cafu (1994, 1998, 2002 e 2006)
  • Ronaldo (1994, 1998, 2002 e 2006)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.