Acusado de assédio sexual, Daniel Alves é detido na Espanha

Ele foi detido após prestar depoimento nesta sexta-feira (20)


O jogador baiano Daniel Alves foi detido pela polícia espanhola nesta sexta-feira (20) por conta de um processo que responde por assédio sexual. Não há detalhes de como ele foi detido. Ele já negou as acusações.

De acordo com a denúncia, o jogador teria assediado uma mulher em uma boate em Barcelona na noite de 31 de dezembro. A Justiça da Catalunha, na Espanha, aceitou uma denúncia da polícia local contra o lateral-direito no último dia 10.

Segundo o g1, Daniel foi detido após prestar depoimento na manhã desta sexta-feira em uma delegacia de Barcelona. De acordo com a rede de TV espanhola RTVE, o brasileiro saiu de lá já detido em uma viatura da polícia, que colocou o jogador à disposição judicial.

Entenda o caso

Em um comunicado, o tribunal de Barcelona disse que abriu processo "por um suposto crime de agressão sexual como resultado da denúncia apresentada por uma mulher por eventos que supostamente ocorreram em uma boate em Barcelona no mês passado".

A declaração não cita especificamente o nome de Alves, mas uma porta-voz do tribunal confirmou à Reuters que o jogador brasileiro é o objeto da queixa. Segundo a mesma fonte, o caso já está sob investigação. Na Espanha, a Justiça também tem competência para investigar, e um julgamento só é aberto caso o inquérito nesse âmbito julgue ser o caso.

Daniel Alves negou com veemência a acusação, em entrevista ao programa Y Ahora Sonsoles, da televisão espanhola Antena 3. O jogador baiano confirmou que estava na casa noturna, mas negou a agressão.

"Primeiramente, gostaria de desmentir tudo. Eu estive nesse lugar (casa noturna), com mais gente, aproveitando. Todo mundo que me conhece sabe que eu adoro dançar. Eu estava aproveitando, mas sem invadir o espaço dos demais. Sempre respeitando o entorno", disse.

O suposto assédio sexual veio a público no último dia 31, em reportagem do jornal espanhol ABC. Segundo o relato do diário, a vítima declara que Alves teria colocado a mão por dentro de sua roupa.

O caso teria acontecido na madrugada anterior, quando Daniel e amigos foram à discoteca Sutton de Barcelona. De acordo com a imprensa espanhola, câmeras do estabelecimento mostram que Dani Alves e uma garota vão ao banheiro que era unissex - ou seja, de uso para homens e mulheres.

Segundo a emissora catalã Antena3, cerca de 47 segundos depois, o jogador deixa o local. A jovem sai depois e tem uma certa crise de ansiedade. Ela começa a chorar, é amparada pelas amigas e relata ter sido assediada sexualmente pelo atleta.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.