Header Ads


Cobras raras e lagartos são encontrados em ônibus no extremo sul da Bahia; veículo saiu de São Paulo


Cobras e lagartos foram resgatados em um ônibus na cidade de Eunápolis, no extremo sul da Bahia, na tarde dessa terça-feira (17/1). Ao todo, 54 répteis foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no veículo que tinha saído de São Paulo com destino ao Piauí.

Segundo informações da PRF, o flagrante ocorreu durante abordagem. Os agentes iniciaram os procedimentos de fiscalização detalhada tanto do motorista como dos demais ocupantes. Em seguida, dirigiram-se às últimas fileiras do ônibus e notaram que dois passageiros apresentavam um certo desconforto e nervosismo incomum com a presença dos policiais.

Ao se aproximar dos homens, a equipe ouviu ruídos e, após uma vistoria nas bagagens, acabaram encontrando dezenas de cobras e lagartos que estavam aprisionados em recipiente plástico. Muitos deles estavam enrolados em meio a sacos e panos.

Uma das cobras (imagem acima) parece ser uma "víbora azul" (Trimeresurus insularis), espécie rara encontrada na Ilha de Komodo, na Indonésia. Essa cobra possui veneno "hemorrágico", que pode causar dor, inchaço, necrose da carne e sangramento grave, tanto internamente quanto externamente. A confirmação, contudo, só será feita após análise técnica, conforme dito no vídeo abaixo:

"SITUAÇÃO DEGRADANTE"

O confinamento aglomerado, dificultando a respiração, mobilidade e descanso dos répteis, além da higienização precária, da temperatura elevada, da falta de iluminação para os animais, foram algumas das situações identificadas pelos policiais rodoviários federais, ensejando total falta de cuidados e maus tratos.

Ainda conforme a PRF, "a situação degradante em que se encontravam os animais se enquadrou no crime de maus tratos e foi lavrado o Termo Circunstanciado de Ocorrência". Os infratores, de 22 e 20 anos, responderão na Justiça por crime contra o meio ambiente da Lei 9.605/98. As penas para estes crimes ambientais são de multa de até R$ 5 mil (por animal encontrado irregularmente) e até um ano e seis meses de prisão.

Os répteis foram encaminhados aos cuidados do órgão ambiental, onde serão triados, alimentados e tratados por profissionais e passarão por um processo de reabilitação para voltarem à liberdade.

COMO DENUNCIAR

A PRF atua na fiscalização ambiental e alerta que as denúncias, envolvendo situações de maus-tratos e tráfico ilegal de animais, podem ser realizadas através do telefone 191, que funciona em todo o Brasil. A ligação é gratuita e não é preciso se identificar.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.