Pentágono tem ‘dificuldade’ para explicar mais de 170 relatórios de óvnis


O Pentágono, central do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, informou em 12 de janeiro que mais de 360 objetos voadores não identificados (óvnis) foram detectados em 2022. E mais de 170 relatórios de óvnis permanecem inexplicáveis.

Dos casos abertos, 26 foram identificados como drones ou aeronaves não tripuladas, enquanto 163 foram classificados como “balões ou entidades semelhantes a balões” e seis foram rotulados como lixo aéreo, pássaro ou sacolas plásticas. O relatório, porém, reitera que uma “caracterização inicial não significa positivamente resolvida ou não identificada”.

Os 171 casos restantes ainda são “não caracterizados e não atribuídos”, em razão da falta de dados detalhados. Alguns desses casos, que envolvem objetos se movendo de maneira incomum ou inexplicável, permanecem sob investigação. Segundo o relatório, os objetos “parecem ter demonstrado características de voo ou capacidades de desempenho incomuns e requerem uma análise mais aprofundada”.

Alienígenas “negados”

O documento não menciona um possível envolvimento alienígena em nenhum caso. O relatório, no entanto, afirma que “nenhum encontro com UAP (sigla em inglês para fenômenos aéreos não identificados) voadora contribuiu diretamente para efeitos adversos relacionados à saúde do observador”.

A constatação do Pentágono contraria outros relatórios ​​de óvnis, em que alguns civis relataram ter sofrido queimaduras de radiação, danos cerebrais ou “desconhecidos para a gravidez” ao deparar com os objetos voadores. Os relatórios são de 1873 e não faziam parte das investigações recentes do Pentágono.

O governo dos EUA “renovou seu interesse” nas investigações de óvnis nos últimos anos, principalmente depois de algumas imagens militares vazarem, como aeronaves não identificadas que se moviam de maneiras “impossíveis”.

O relatório, arquivado pelo Escritório do Diretor de Inteligência Nacional (ODNI, sigla em inglês), revela que o Pentágono catalogou 510 relatórios sobre prováveis óvnis, em grande parte arquivados pelos militares dos EUA. Ao todo, 366 óvnis foram identificados em 2022, enquanto os 144 restantes foram detectados em uma compilação feita pelo ODNI entre 2004 e 2017.

No início do ano passado, o Departamento de Defesa fundou um novo escritório especificamente para coordenar e investigar relatórios de óvnis de militares norte-americanos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.