BEREU NEWS

Cartão postal de Salvador, Elevador Lacerda completa 150 anos

O equipamento se chamava Elevador Hidráulico da Conceição - por conta da proximidade com a Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia. Foto:

Transporte é responsável por conectar a Cidade Baixa com a Cidade Alta. Data também celebra o Dia de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da Bahia

Um dos pontos turísticos mais requisitados do Brasil, o Elevador Lacerda completa 150 anos nesta sexta-feira (8). A data também celebra o Dia de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da Bahia. Coincidências à parte, a Basílica em homenagem à santa fica localizada no Comércio, a poucos metros do Elevador.

O meio de transporte histórico foi idealizado pelo engenheiro Antônio de Lacerda e construído pelo irmão Augusto Frederico de Lacerda. A obra se iniciou em 1869 e foi concluída no dia 8 de dezembro de 1873. O financiamento do empreendimento foi feito pelo pai da dupla, chamado de Antônio Francisco de Lacerda. Na inauguração, o elevador tinha 63 metros de altura - o mais alto elevador urbano do mundo naquele ano.


O equipamento se chamava Elevador Hidráulico da Conceição - por conta da proximidade com a Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia. Depois, ele passou a se chamar de Elevador do Parafuso. O apelido fazia referência à peça em espiral que impulsionava as duas cabines do elevador.

Somente em 1896 que o equipamento foi 'batizado' de Elevador Lacerda, em homenagem ao seu idealizador, o engenheiro Antônio de Lacerda.

Elevador Lacerda à época da inauguração, em dezembro de 1873 — Foto: Divulgação/Secom. Foto:

O cartão postal sempre desempenhou um papel importante em Salvador. Ele é responsável por conectar a Cidade Baixa com a Cidade Alta, e vice-versa. Atualmente, o equipamento funciona com quatro cabines, que fazem o transporte de 27 pessoas, por viagem.

O deslocamento leva até 25 segundos. Quanto o assunto é estrutura, o Elevador possui 72 metros de altura, número equivalente a um prédio de 24 andares. E não tem mais o posto de maior elevador do mundo. Isso fica com Zhangjiajie, na China, com 326 metros.

A arquitetura do elevador baiano tem estilo art déco - que surgiu na Europa nos anos 20 e características marcantes como o uso de formas geométricas, ornamentos e design abstrato.

Por mês, o Elevador Lacerda chega a transportar 900 mil passageiros ou, em média, 28 mil pessoas por dia, segundo a Prefeitura de Salvador. Por tamanha importância, o meio de transporte se tornou patrimônio cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 2006.

Equipamento foi idealizado pelo engenheiro Antônio de Lacerda e construído pelo irmão Augusto Frederico de Lacerda. Foto:

Solução de problemas

O Elevador Lacerda foi criado para solucionar um problema existente de desnível na capital baiana. No início do século XVII, o uso de guindastes era a única solução para o transporte de cargas pela cidade.

A população precisava se locomover usando longas escadarias e ladeiras íngremes, o que dificultava muito o dia a dia da população.

Desde então, além de ajudar os moradores como transporte, ele tornou-se um cartão postal e uma atração turística.


Funcionamento

Em 2023, o Elevador Lacerda ainda é considerado um meio de transporte na capital baiana. Ele funciona de segunda a sexta das 7h às 22h; e aos sábados, domingos e feriados das 7h às 19h. Em dias festivos, o horário é estendido. A tarifa custa R$0,15 por cada viagem e por ser adquirida antes do trajeto.

Cabe salientar que a cabine do elevador tem bom espaço para cadeirantes. No entanto, o acesso ao equipamento pode ser desafiador para pessoas com limitações de locomoção ou que façam uso de cadeiras de rodas.


Modernização

Assim como o Elevador do Taboão, a estrutura Lacerda deve ser reformada nos próximos meses. A empresa Otis Brasil anunciou que foi selecionada para a modernização das 4 cabines, incluindo a implantação de portas automáticas, nova iluminação em LED, sistema de viva-voz, novos revestimentos e climatização.

O acordo, divulgado no Diário Oficial do Município, tem custo inicial de R$ 4.358.627,00. A justificativa para as intervenções é de resgatar características importantes da configuração inicial do equipamento. Ainda não há prazo para início ou finalização das obras. O que se sabe é que espaços como o da sorveteria A Cubana serão alterados. Há ainda a recuperação das varandas cobertas do Elevador.

Outra mudança de grande impacto é a criação de bilheterias mais próximas aos acessos, tanto na Cidade Baixa quanto na Cidade Alta, para reduzir a formação de longas filas nos horários de pico.


Campanhas

O meio de transporte também é um chamariz de campanhas de mobilizações feitas pela prefeitura. O Elevador Lacerda se adapta as cores de inúmeras iniciativas como ao outubro rosa, novembro azul, maio amarelo, entre outros.

IBahia

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade 2

BEREU NEWS

Publicidade 3