Eunápolis: preso trio envolvido em desaparecimento de quatro jovens após festa em barco - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Quer alavancar seu empreendimento? Anuncie sua marca aqui

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

18 de setembro de 2020

Eunápolis: preso trio envolvido em desaparecimento de quatro jovens após festa em barco

Eunápolis: preso trio envolvido em desaparecimento de quatro jovens após festa em barco

Três homens responsáveis por vários disparos em diferentes bairros de Eunápolis, no extremo sul da Bahia, que feriu oito pessoas e matou duas, nos últimos dias, foram presos na terça-feira (15/9), mas a informação só foi divulgada nesta quinta (17/9), pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA). De acordo com o órgão, eles também estão envolvidos no desaparecimento de quatro jovens, após uma festa em um barco, na mesma cidade, no final do mês de julho deste ano.
O trio foi capturado em operação conjunta entre a 7ª Companhia Independente de Polícia Militar e da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Eunápolis). 
Dois homens foram presos em oficinas no bairro Gusmão. Os policiais também chegaram a um imóvel, no bairro Itapuã, onde foram apreendidos um veículo usado nos crimes, capas de coletes balísticos, drogas, placas de veículos roubados e munições. Outro envolvido nos crimes foi capturado em Arraial D’Ajuda. Dois veículos foram recuperados. 
Segundo o comandante da 7ª CIPM, major Vagner Gonçalves Ribeiro, os crimes foram iniciados na madrugada da última quinta-feira (11) e encerrados na última segunda-feira (14), nos bairros Juca Rosa, Tiago Melo e Parque Paquetá, motivados pela morte de um comparsa e o desaparecimento de quatro adolescentes da cidade. 
De acordo com o titular da 23ª Coorpin, delegado Moisés Damasceno, dois adolescentes e seis adultos foram atingidos, mas não há mais informações sobre seus estados de saúde. O trio está custodiado na sede da Coorpin.
JOVENS DESAPARECIDAS APÓS FESTA EM BARCO
Quatro meninas com idades entre 15 e 18 anos estão desaparecidas após serem retiradas da casa onde uma delas morava no bairro Juca Rosa, município de Eunápolis, a 525 km de Salvador, no final do último mês de julho.
Maria Eduarda Oliveira da Rocha Mello, 15, Cibele Rocha Mello, Kethelin Ferreira Fortunato, ambas de 17 e Jheniffer Amorim Santos, 18, foram sequestradas um dia depois de posarem, em vídeos nas redes sociais, em um barco com supostos traficantes em Trancoso, Porto Seguro. 
O caso está sendo investigado pelo titular da Delegacia Territorial de Eunápolis, Bernardo Marques. A Polícia Civil está no início das apurações, já que a primeira queixa foi dada na unidade durante o dia 29 de julho. Os investigadores já sabem que as meninas foram surpreendidas dentro do imóvel por homens que estavam a bordo de motocicletas no dia 27 daquele mês, um dia depois da festa em Trancoso. 
Depois do registro na delegacia, com depoimentos de familiares das quatro, policiais civis chegaram a realizar uma operação em um matagal utilizado por bandidos para torturar e enterrar vítimas do chamado "tribunal do crime", mas nada foi achado. 
Oficialmente a Polícia Civil não revela, mas a hipótese é de que Maria, Cibele - que são irmãs -, Kethelin e Jheniffer tenham despertado a ira de traficantes que atuam no bairro Juca Rosa após elas se juntarem com um grupo rival em Trancoso. 
FESTA NO BARCO
Era tarde do dia 26 de julho quando as imagens da festa no barco começaram a se espalhar em Eunápolis. O vídeo, obtido e divulgado pelo Site Radar 64, mostra as jovens ao som de música eletrônica fazendo danças sensuais dentro da embarcação.
O vídeo já está em posse da polícia, que deve também identificar os homens que estavam com as quatro jovens no barco. A ligação entre as meninas e os rapazes ainda é desconhecida.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco