Doação de sangue deve ser feita antes de imunnização contra Covid-19, informa Ministério da Saúde - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

01 fevereiro, 2021

Doação de sangue deve ser feita antes de imunnização contra Covid-19, informa Ministério da Saúde

Crédito da Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

 

O Ministério da Saúde está incentivando os brasileiros a doarem sangue antes de serem vacinados contra a Covid-19, em função do impedimento temporário para doação após o recebimento de certos tipos de vacinas. 

O tempo de inaptidão existe porque o micro-organismo da imunização, ainda que de forma atenuada, ainda circula por um período no sangue do doador. Sendo assim, em casos de pacientes imunossuprimidos, há risco de o receptor desenvolver a doença para a qual o doador foi vacinado.

"O modo de fabricação das vacinas pode levar riscos a um paciente que receba o sangue, tendo em vista que seu sistema imunológico já se encontra debilitado pela própria condição de saúde. Ao receber uma vacina, o organismo imediatamente desenvolve reações necessárias para que o imunizante tenha efeito, e estas reações podem levar a resultados imprecisos dos exames sorológicos ou tornar irreconhecível efeitos adversos da vacina ou alterações pós doação”, explicou o coordenador de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Roberto Firmino.

O imunizante produzido pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac funciona com vírus inativado, de modo que o período de inaptidão é de 48 horas. Já o tempo de inaptidão para as pessoas que receberem o imunizante da AstraZeneca/Oxford, produzido no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), é de quatro semanas, por se tratar de uma vacina de vetores virais.

“Enfatizamos a importância de os doadores fazerem suas doações antes de receberem a vacina. A doação de sangue é segura e não contraindica a vacinação, podendo, inclusive, receber a vacina logo em seguida à doação", completou Firmino.

A pandemia causou queda nas doações de sangue. O Ministério da Saúde registrou diminuição de doadores nos hemocentros que em 2020 variou entre 15% e 20% comparado ao mesmo período em 2019.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco