Jogadores da seleção decidiram não jogar a Copa América, diz jornal - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

04 junho, 2021

Jogadores da seleção decidiram não jogar a Copa América, diz jornal

Atletas estariam em contato com jogadores de outros países para liderar um movimento organizado


Os jogadores da seleção brasileira decidiram que não irão disputar a Copa América de 2021, no Brasil, segundo o jornal espanhol AS. Além disso, os lideres do vestiário já teriam entrado em contato com jogadores de outros países sul-americanos para criar um movimento organizado contra a competição da Conmebol. 


Tite comunicou à imprensa que só falaria sobre o tema após o jogo da próxima terça contra o Paraguai, mas admitiu em entrevista coletiva na noite de quinta que o elenco manifestou internamente a insatisfação quanto à realização da Copa América no país.


"Os jogadores têm a sua opinião, exprimiram-na ao presidente e vão torná-la pública na devida altura. E isso tem muito a ver com a ausência do nosso capitão, Casemiro, aqui antes de vós", explicou Tite.


A revolta teria começado quando os jogadores descobriram, pela imprensa, que a competição seria disputada no Brasil. A reação dos atletas, informa o AS, teria sido de indignação.


A impressão do grupo era que, diante da pandemia, o torneio seria cancelado. A publicação diz que os jogadores se sentiram traídos e utilizados pela diretoria da CBF, principalmente por seu presidente Rogério Caboclo. 



Na visão dos atletas, eles virariam os alvos pela realização da competição enquanto o Brasil se aproxima de 500 mil mortes.


Os jogadores expressaram sua frustração ao técnico Tite e pediram um encontro com o presidente Caboclo. A reunião foi tensa, o que piorou a situação. 


Juninho Paulista, coordenador da seleção, pode acabar sendo demitido por não conseguir controlar a revolta generalizada, adianta o As. Tite e Juninho tiveram empatia pelos jogadores desde o primeiro momento e apoiaram a rebelião.


O clima está tão tenso que Caboclo teria proibido Casemiro, capitão da seleção, de realizar uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (3), provocando a fúria do atleta, que iria expor a opinião do grupo.

Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco