Mulher morta pelo marido trancou irmã e filha no quarto para que elas não vissem a agressão

O marido teria dado socos e chutes na barriga, o que fez o intestino dela perfurar e, em seguida, sofresse uma hemorragia interna


Anna Carolina Valença de Oliveira, de 26 anos, foi espancada pelo marido no dia 7 de março e, dois dias depois, não resistiu aos ferimentos e morreu. Um detalhe do caso, que aconteceu em Vila Santista, São Paulo, veio à tona nesta segunda-feira (14): ela trancou a filha e a irmã no quarto para que não presenciassem o crime.


De acordo com o boletim de ocorrência, o marido teria dado socos e chutes na barriga, o que fez o intestino dela perfurar e, em seguida, sofresse uma hemorragia interna.


“Ela perdeu muito sangue, morreu de infecção generalizada. A Carol prendeu as duas dentro do quarto [filha e irmã] para elas não verem. Ela tentou se defender, mas ele bateu tanto nela que ela só conseguiu gritar para a irmã dela chamar o resgate. Ele deixou minha filha jogada no chão, como se fosse nada”. contou Priscila, mãe da jovem, ao site G1.


Ainda de acordo com a mãe da jovem, ela possuía uma medida protetiva contra ele em 2019, mas voltou a se relacionar com ele. No dia do crime ela descobriu uma traição do marido e queria que ele saísse de casa. O homem fugiu e ainda não foi encontrado pela polícia.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem