Últimas Notícias



Usina nuclear na Ucrânia pega fogo e é tomada por russos

Chanceler da Ucrânia disse que impacto de uma explosão em Zaporizhia poderia ser 10 vezes maior do que o acidente em Chernobyl


Forças militares russas tomaram a usina nuclear de Zaporizhzhia, no sul da Ucrânia, na manhã desta 6ª feira (4.mar.2022). Horas antes, um prédio de treinamento no complexo pegou fogo durante combate, fazendo soar um sinal de alerta global sobre o risco de um acidente nuclear. A usina é a maior da Europa.


Pelo Facebook, a Inspeção Estatal de Regulação Nuclear da Ucrânia confirmou que as forças russas capturaram a usina e disse local está sendo monitorado para garantir que continue operando em segurança.


De acordo com o serviço de emergência estatal ucraniano, o fogo atingiu um edifício de treinamento fora do perímetro da usina. Às 6h20 no horário local (1h20 em Brasília), o fogo foi apagado. Não há vítimas.


A AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica), regulador do setor na Ucrânia, informou que não houve alteração nos níveis de radiação no local. 


O ministro de Energia da Ucrânia, German Galushchenko, escreveu no Facebook que “este pode ser o maior desastre de todos os tempos” e que determinou que a zona aérea ucraniana fosse fechada.

Segundo o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, se houver alguma explosão, o impacto será 10 vezes maior do que o ocorrido em Chernobyl.


“O exército russo está disparando de todos os lados contra a central nuclear de Zaporizhzhia, a maior usina nuclear da Europa. O fogo já começou”, declarou em seu perfil no Twitter. “Os russos devem cessar IMEDIATAMENTE o fogo, permitir os bombeiros, estabelecer uma zona de segurança!”.


O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky compartilhou um vídeo em seus perfis nas redes sociais com imagens da usina. “Os tanques estão atirando em blocos atômicos. Existem 6 unidades de energia. Em Chernobyl, 1 unidade de energia explodiu”, disse o presidente.



“Nenhum país do mundo jamais bombardeou unidades de energia nuclear. O estado terrorista recorreu ao terror nuclear. A Ucrânia tem 15 unidades nucleares, se houver uma explosão, é o fim de tudo! É o fim da Europa, é a evacuação da Europa. Somente ações urgentes da Europa podem deter as tropas russas".


Segundo a agência estatal ucraniana de notícias Ukrinform, houve vítimas no combate pela usina, mas o número ainda é incerto. Mais de 100 unidades militares russas entraram em Energodar, segundo o veículo. 


O diretor-geral da AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica), Rafael Grossi, disse que está em contato com autoridades ucranianas para acompanhar a situação na usina. Em publicação, a entidade apelou para a suspensão do uso da força e alertou para um “grave perigo” se os reatores forem atingidos.


Mais cedo, o regulador do setor na Ucrânia informou à agência que tropas de infantaria russa estavam se dirigindo para a usina, e que a situação era “crítica”. 

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem