Marido diz que mulher morta em Salvador foi torturada e esfaqueada por PMs

A mulher foi morta na madrugada desta quinta (7); PM dá outra versão
 
 

Uma mulher, identificada como Ana Cláudia Lopes Nascimento, de 45 anos, foi morta, na madrugada desta quinta-feira (7), na residência onde morava, localizada na localidade conhecida como Vila Santa Madalena, em Ilha Amarela, no Subúrbio Ferroviário de Salvador.

Em entrevista à TV Bahia, o marido da vítima afirma que os responsáveis pelo crime são policiais militares. De acordo com a versão dele, PMs estiveram na tarde de quinta na residência, onde agrediram a sobrinha de Ana Claúdia. Antes de deixarem o imóvel, os agentes teriam insultado a vítima, ameaçado de morte e exigido que ela saísse de casa.



“Eles [policiais] vieram à tarde na casa dela. Pegaram a sobrinha, deram uma ‘tapa’ e mandou ela [Ana Claúdia] sair [da casa]. Os mesmos que vieram à tarde foram os mesmos que vieram à noite. Eles falaram que iriam voltar e voltaram”, acusa o homem.



O marido da vítima diz ainda que a mulher foi torturada e esfaqueada nas costas. Ainda de acordo com a versão dele, os agentes queriam que Ana Claúdia passasse informações sobre o tráfico de drogas na região. Não há informações sobre o sepultamento da vítima.

A PM tem uma outra versão. Em nota enviada à imprensa, o órgão diz que 14ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foi acionada para atender a ocorrência após receber a informação de que uma mulher havia sido vítima de disparo de arma de fogo.



"Ao chegarem, os PMs constataram o fato, sendo que a vítima não resistiu aos ferimentos. O local foi isolado para a realização de perícia e não há dados sobre a autoria e a motivação, que serão investigadas pela Polícia Civil", diz trecho do comunicado. 


Em nota enviada ao BNews, a Polícia Civil afirmou que a equipe Silc/DHPP foi acionada para os levantamentos iniciais sobre a morte da mulher. Foram expedidas as guias de perícia e remoção. A autoria e a motivação serão investigadas pela 3ª DH / BTS.


Leia a nota na íntegra:
"A equipe Silc/DHPP foi acionada para os levantamentos iniciais acerca da morte de Ana Claudia Lopes Nascimento, de 45 anos, atingida por disparos de arma de fogo, em uma residência no bairro de Ilha Amarela, nesta quinta-feira (7). Foram expedidas as guias de perícia e remoção. A autoria e a motivação serão investigadas pela 3ª DH / BTS".

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem