Últimas Notícias


 

Homem se livra de acusação falsa de estupro após ficar preso 36 anos

 

Conhecido por Sullivan Walter, um homem, de 53 anos, recebeu o alvará de soltura após ficar preso por 36 anos, obviamente por um crime. No entanto, o fato não aconteceu por autoria do rapaz, que foi acusado de estupro quando ainda tinha 17 anos. O pedido de libertação ocorreu por parte da Justiça de Nova Orleans, nos Estados Unidos.

No ato, ele foi condenado a 39 anos por dois crimes, com a inclusão de uma pena de quatro anos de reclusão pela acusação de roubo, além de 35 anos por diversas condenações pelo suposto estupro, quando ele foi inocentado. Apesar disso, os casos não possuem correlação. Segundo informações do site UOL, o juiz Darryl D'Orbighy avaliou as evidências de sangue e sêmen, os quais poderiam ter libertado Sullivan ainda nos anos 1980.



Por outro lado, as evidências sequer estiveram presentes no júri no período do fato. "Estou sem palavras para expressar a tristeza e a raiva que tenho com o tratamento que você recebeu do sistema", apontou o magistrado.

De acordo com a revista People, a vítima apontou que sua residência foi invadida em 1986, por um homem que portava uma máscara no rosto. Pela identificação da mulher, Sullivan Walter foi preso, quando afirmou ter notado o acusado com um boné de beisebol azul, igual ao de Walter.

Ainda para a direção jurídica do Projeto de Inocência de Nova Orlenas, a razão principal da condenação de Sullivan girou em torno dele ser um jovem negro no período. Na concepção de Richard Davis, diretor jurídico do projeto, "agiram como se acreditassem que poderiam fazer o que quisessem com um adolescente negro de uma família pobre".

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem