Header Ads

Após eleição de Lula, MST invade duas fazendas na Bahia


Créditos da foto: Divulgação


No sábado (12/11), cerca de 100 famílias ocuparam a Fazenda Gentil, no município de Maracás e no domingo (13/11), foram 150 famílias que ocuparam a Fazenda Redenção, localizadas entre os municípios de Planaltino e Irajuba


O MST anunciou a invasão de duas fazendas na região da Chapada Diamantina, na Bahia. As invasões ocorreram no fim de semana. O movimento já havia avisado que as ocupações de terras seriam retomadas com a eleição de Lula (PT).


No sábado (12/11), cerca de 100 famílias ocuparam a Fazenda Gentil, no município de Maracás e no domingo (13/11), foram 150 famílias que ocuparam a Fazenda Redenção, localizadas entre os municípios de Planaltino e Irajuba.


Segundo o MST, as áreas invadidas pelo movimento pertencem a uma empresa “falida” Ferbasae, que “abandonou” as terras que seriam destinadas à monocultura de eucalipto.


As famílias que invadiram as fazendas, diz o MST, viviam nas periferias das cidades e estariam “passando dificuldades”. Os sem-terra anunciaram que já se organizam para a produção de alimentos e construção dos barracos para moradia nas áreas invadidas.


A volta de Lula ao poder anima o MST. Durante os governos do petista, foram realizadas 1.968 invasões de fazendas. Nos três primeiros anos de Bolsonaro, somente 24. As lideranças dos sem-terra já avisaram que a eleição de Lula representa a retomada das invasões para fins de reforma agrária.


Os sem-terra também estão protegidos por decisão do ministro Roberto Barroso, que impôs restrições à reintegração de posse. Para expulsar invasores, agora não basta mais uma decisão judicial. Os tribunais terão de instalar comissões de conflitos agrários com a presença do Ministério Público e das defensorias públicas.


Estas comissões deverão realizar inspeções judiciais e audiências de mediação antes de qualquer decisão para desocupação. Além disso, as comunidades afetadas devem ser ouvidas previamente e fica proibido em qualquer situação a separação de integrantes de uma mesma família.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.