Header Ads

LASTIMÁVEL: Homem comete suicídio no centro de Conceição do Jacuípe


Um homem apelidado como Neinho das frutas, cometeu suicídio na madrugada desta terça-feira (15/11). O comerciante consumou o ato no quintal da sua residência, nas proximidades da rodoviária, no centro de Conceição do Jacuípe.

De acordo com informações encaminhadas ao portal BN, uma corda foi usada na ação. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi acionado, e realizou a remoção do corpo.

A motivação do ocorrido será investigada pela Polícia Civil do município.



Precisamos falar sobre SUICIDIO

O Portal Bereu News iniciou a Conferência sobre a prevenção do suicídio, justamente para quebrar o tabu e alertar a população sobre a importância de falar sobre o assunto, pois não deve ser tratado com frescura.

O suicídio é uma ocorrência complexa, influenciada por fatores psicológicos, biológicos, sociais e culturais. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, mais de 700 mil pessoas morrem por ano devido ao suicídio, o que representa uma a cada 100 mortes registradas.

Ainda de acordo com a OMS, as taxas mundiais de suicídio estão diminuindo, mas na região das Américas os números vêm crescendo. Entre 2000 e 2019, a taxa global diminuiu 36%. No mesmo período, nas Américas, as taxas aumentaram 17%. Entre os jovens de 15 a 29 anos, o suicídio aparece como a quarta causa de morte mais recorrente, atrás de acidentes no trânsito, tuberculose e violência interpessoal.


Cuidado e atenção

Se uma pessoa falou em suicídio, ela precisa entrar em um projeto de cuidado, de atenção e de atendimento. Pode não ser hoje, pode não ser amanhã, mas pode acontecer

De modo geral, transtornos mentais são caracterizados por mudanças no padrão de comportamento que trazem prejuízos nas atividades diárias. Quando o indivíduo muda suas condutas e isso passa a prejudicá-lo, seja no trabalho, na vida social, na vida escolar ou em qualquer outro âmbito, essas alterações devem servir de alerta. 


Assistência

O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza atendimento para pessoas em sofrimento psíquico por meio dos serviços da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS). A Atenção Primária à Saúde é a porta de entrada para o cuidado e desempenha papel fundamental na abordagem dos Transtornos Mentais, principalmente os leves e moderados, não só por sua capilaridade, como também por conhecer a população, o território e os determinantes sociais que interferem nas mudanças comportamentais, dispondo de melhores condições para apoiar o cuidado.

Diferentes níveis de complexidade compõem o cuidado, sendo os CAPS - Centro de Atenção Psicossocial, em suas diferentes modalidades, pontos de atenção estratégicos da RAPS. Serviços de saúde de caráter aberto e comunitário, constituído por equipe multiprofissional e que atua sobre a ótica interdisciplinar, podem ser encontrados.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.