Header Ads

Cantor e compositor Erasmo Carlos morre aos 81 anos, no Rio de Janeiro

    Reprodução
 

Após ser internado, no início de novembro, devido a um quadro de síndrome edemigênica, ele voltou a dar entrada no hospital Barra D’Or, na manhã desta terça.

O cantor e compositor Erasmo Carlos, ídolo da Jovem Guarda, morreu nesta terça-feira (22/11), aos 81 anos, no Rio de Janeiro. O diretor da Globo, Boninho, comunicou e lamentou a perda por meio de publicação no Instagram.

Após ser internado, no início de novembro, devido a um quadro de síndrome edemigênica, ele voltou a dar entrada no hospital Barra D’Or, na manhã desta terça. Na última internação, chegaram a noticiar erroneamente a morte do cantor, ao que ele escreveu, nas redes sociais: “Estou muito vivo e, se tudo der certo, saindo do hospital até quarta (...) Esse ano eu não morro… parafraseando Belchior”.


GRAMMY

Com carreira ainda ativa, Erasmo ganhou o Grammy Latino, na última semana, com o trabalho "O futuro pertence à... Jovem Guarda", na categoria Álbum de Rock ou Música Alternativa em Língua Portuguesa.

"É tão importante entender o conceito, quanto ouvir a música… Existem várias formas de amor, e eu preciso de todas. Obrigado a todos que contribuíram para mais essa vitória, esse Grammy é o reconhecimento do nosso trabalho.O Futuro Pertence à Jovem Guarda!", escreveu o Tremendão, nas redes sociais.


VIDA

Erasmo Esteves nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 5 de junho de 1941. Na juventude, junto a Tim Maia e Jorge Ben Jor, vivia no ambiente do Rock N’Roll carioca, e decidiu seguir a carreira musical. O auge do sucesso, no entanto, veio com a Jovem Guarda, nos anos 1960, ao lado de nomes como Roberto Carlos e Wanderleia. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.