Urgente: Rui Costa fala sobre volta do uso de máscaras na Bahia

     Reprodução

 Rui ainda afirnou que vai analisar a possibilidade do retorno do uso obrigatório do equipamento em ambientes fechados e de outras medidas de proteção. 

O uso de máscaras pode voltar a ser obrigatório em alguns ambientes na Bahia. A informação foi dada, na manhã desta segunda-feira (28/11), pelo governador Rui Costa (PT). Durante entrega de viaturas da Polícia Militar, o gestor estadual reconheceu que o aumento do número de casos ativos de Covid-19 é preocupante.


Rui ainda afirmou que, além de, analisar a possibilidade do retorno do uso obrigatório do equipamento, vai estudar outras medidas de proteção. 

"Asim que acabar esse evento, eu vou me reunir com a secretária da Saúde (Sesab), Adélia Pinheiro, para conversar e  analisar os números... estabelecer as medidas "de maior proteção", disse o governador, que se mostrou preocupado. 


"Nos preocupa, principalmente, um grande número de pessoas não vacinadas. Quando eu digo não vacinadas, incluem aquelas que não completaram o ciclo vacinal, não tomaram não só a primeira dose, mas também não tomaram a segunda, a terceira e a quarta dose.”, acrescentou. 

O governador revelou ainda que a taxa de procura por leitos de UTI vem crescendo, sobretudo por pessoas idosas que não completaram o esquema vacinal.

"Há um número crescente de demanda por leitos de UTI e leitos clínicos. A maior demanda está concentrada na Região Metropolitana de Salvador e principalmente na capital. No interior, os números são baixos. Mas pelo histórico de contaminação, esse foi processo da Covid, os números crescem nas maiores cidades e depois vai se espalhando nas cidades do interior", analisou. 


O governador anunciou também que, até o final de semana, o número de leitos no Hospital Espanhol, referência no tratamento da doença, vai ser ampliado. "Autorizei aumentar o número de leitos de UTI e clínico no Espanhol, e deveremos chegar ao número máximo possível ainda esta semana. A demanda está crescente e rápida. Vamos avaliar a tomada de medidas a partir dos números casos", explicou.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.