Bolsonaro diz que suicídio de voluntário pode ter sido efeito da Coronavac; "tem coisa esquisita por aí" - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Quer alavancar seu empreendimento? Anuncie sua marca aqui

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

13 de novembro de 2020

Bolsonaro diz que suicídio de voluntário pode ter sido efeito da Coronavac; "tem coisa esquisita por aí"

 Em live nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atribuiu, na noite desta quinta-feira (12/11), o suicídio do voluntário dos estudos clínicos da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan e pela farmacêutica chinesa Sinovac, a efeito colateral da vacina. O chefe o chefe do Executivo destacou que esse é um ponto que precisa ser investigado para garantir a segurança da vacina.

“Pode ser o efeito colateral da vacina também. Tudo pode ser. Não sei se já chegaram à conclusão, mas esclarece e volta a pesquisar a vacina, a Coronavac, da China”, disse, durante o tradicional programa. “Estão tentando investigar, porque quando um pessoa comete suicídio geralmente tem um histórico de depressão, a mulher largou ele, o marido largou ela. Uma série de coisas: histórico familiar, perdeu o emprego, perdeu tudo. Vamos apurar a causa do suicídio e daí, obviamente, em sendo suicídio, não tem nada a ver com a vacina”, concluiu o presidente.

O  Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo divulgou também na quinta-feira que o voluntário morreu por uma intoxicação aguda por agentes químicos, provocada por uma combinação de medicamentos. Os exames constataram a presença de sedativos e álcool no sangue na vítima.

Ainda durante a live, Bolsonaro criticou a proposta do Conselho da Amazônia, comandado pelo vice Hamilton Mourão, de punir com a expropriação de bens os donos de terras que cometeram crimes ambientais e afirmou que o apagão no Amapá pode ter motivação política. Além disso, ele se defendeu das acusações de ter comemorado a morte do voluntário depois que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária suspendeu os estudos da Coronavac. 

“A vacina parece que tem alguma coisa esquisita por aí. Não vou falar aqui para evitar polêmica, que estou politizando a questão da vacina. Da minha parte, havendo a vacina comprovada pela Anvisa e pelo Ministério da Saúde, a gente vai fazer uma compra, mas não é comprar no preço que um cabloco aí quer. Tá muito preocupado um caboclo aí que quer que essa vacina seja comprada a toque de caixa. Não é assim não". 


Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco