Bolsonaro diz que suicídio de voluntário pode ter sido efeito da Coronavac; "tem coisa esquisita por aí" - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

ANUNCIE SUA EMPRESA CONOSCO

13 novembro, 2020

Bolsonaro diz que suicídio de voluntário pode ter sido efeito da Coronavac; "tem coisa esquisita por aí"

 Em live nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atribuiu, na noite desta quinta-feira (12/11), o suicídio do voluntário dos estudos clínicos da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan e pela farmacêutica chinesa Sinovac, a efeito colateral da vacina. O chefe o chefe do Executivo destacou que esse é um ponto que precisa ser investigado para garantir a segurança da vacina.

“Pode ser o efeito colateral da vacina também. Tudo pode ser. Não sei se já chegaram à conclusão, mas esclarece e volta a pesquisar a vacina, a Coronavac, da China”, disse, durante o tradicional programa. “Estão tentando investigar, porque quando um pessoa comete suicídio geralmente tem um histórico de depressão, a mulher largou ele, o marido largou ela. Uma série de coisas: histórico familiar, perdeu o emprego, perdeu tudo. Vamos apurar a causa do suicídio e daí, obviamente, em sendo suicídio, não tem nada a ver com a vacina”, concluiu o presidente.

O  Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo divulgou também na quinta-feira que o voluntário morreu por uma intoxicação aguda por agentes químicos, provocada por uma combinação de medicamentos. Os exames constataram a presença de sedativos e álcool no sangue na vítima.

Ainda durante a live, Bolsonaro criticou a proposta do Conselho da Amazônia, comandado pelo vice Hamilton Mourão, de punir com a expropriação de bens os donos de terras que cometeram crimes ambientais e afirmou que o apagão no Amapá pode ter motivação política. Além disso, ele se defendeu das acusações de ter comemorado a morte do voluntário depois que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária suspendeu os estudos da Coronavac. 

“A vacina parece que tem alguma coisa esquisita por aí. Não vou falar aqui para evitar polêmica, que estou politizando a questão da vacina. Da minha parte, havendo a vacina comprovada pela Anvisa e pelo Ministério da Saúde, a gente vai fazer uma compra, mas não é comprar no preço que um cabloco aí quer. Tá muito preocupado um caboclo aí que quer que essa vacina seja comprada a toque de caixa. Não é assim não". 


Nenhum comentário:

Post Top Ad

Anuncie conosco