Funcionários terceirizados do Hospital Roberto Santos denunciam falta de pagamento do salário e 13°

Sesab informou que notificou a empresa terceirizada, que prometeu efetuar os pagamentos na quarta-feira (15)


Cerca de 200 funcionários que trabalham na higienização do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) ainda não receberam o salário de novembro e a primeira parcela do 13°, que venceu no dia 30 de novembro. Eles são funcionários da empresa MR Serviços e Empreendimentos Eireli, terceirizada pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) para prestar o serviço no HGRS.


“Não tem com quem falar para ter informação. A gente fala com a supervisora e ela não informa nada. Não temos acesso à coordenadora. A gente trabalhou e quer receber. Só isso”, disse um funcionário, em anonimato, por temer perder o emprego.


Procurada pelo Metro1, a Sesab informou que já notificou a empresa e acionou os instrumentos administrativos e jurídicos da Lei Anticalote contra a MR Serviços e Empreendimentos Eireli. A pasta informou que os  recursos para o pagamento do 13º salário foram liberados no dia dois de dezembro para a MR. Ainda conforme a Sesab, a empresa prometeu efetuar o pagamento até a próxima quarta-feira (15/12). A Sesab também informou que está em tramitação um processo para contratação de uma nova empresa.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem