Nos EUA, Bolsonaro confessa medo de ser preso e ataca ministro do STF; saiba mais


O presidente Jair Bolsonaro revelou ter medo de ser preso caso não seja reeleito. Durante conversa com jornalistas em Orlando (nos Estados Unidos), enquanto saía de uma churrascaria, ele falou sobre  o que aconteceu com a ex-presidente da Bolívia, Jeanine Añez. A citada foi presa por tramar um golpe de Estado, em 2019.  As informações são do Blog do Noblat, do portal Metrópoles.

 



“A turma dela perdeu [as eleições], voltou a turma do Evo Morales [ex-presidente, deposto por um golpe militar]. O que aconteceu um ano atrás? Ela foi presa preventivamente. E agora foi confirmado dez anos de cadeia para ela. Qual a acusação? Atos antidemocráticos. Alguém faz alguma correlação com Alexandre de Moraes e os inquéritos por atos antidemocráticos? Ou seja, é uma ameaça para mim quando deixar o governo?”, afirmou.



Bolsonaro sugeriu ainda que o ministro do STF, Alexandre de Moraes, que investiga a rede bolsonarista de distribuição de notícias falsas e de financiamento de ataques à democracia, seria um psicopata. O ministro é alvo constante do presidente e apoiadores, principalmente por determinar decisões contrárias a bolsonaristas, a exemplo de Daniel Silveira e Roberto Jefferson.



“Isso nunca ocorreu no Brasil. Uma pessoa apenas decide. Ele faz um inquérito, que não tem a participação do Ministério Público, e investiga por fake news. O que esse cara tem na cabeça? O que é que ele está ganhando com isso? Quais são seus interesses? Ele está ligado a quem? Ou é um psicopata? Ele tem um problema”.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem