ACM Neto confirma apoio à reeleição de Bruno Reis para a Prefeitura de Salvador



"Serei eleitor e cabo eleitoral em 2024", afirmou o ex-prefeito da capital baiana

O ex-prefeito de Salvador e secretário-geral do União Brasil Nacional, ACM Neto, confirmou que não vai disputar as eleições para a Prefeitura da capital baiana em 2024. Em participação no MetroPod na noite desta segunda-feira (16), primeira entrevista concedida este ano, Neto disse que estará ao lado do prefeito Bruno Reis na corrida pela reeleição do atual gestor.  

"Eu serei eleitor e cabo eleitoral de Bruno, candidato à reeleição. Eu só tenho esse projeto, essa perspectiva, olhando a disputa municipal de 2024 aqui em Salvador. Eu acho que Bruno vai reunir as melhores condições para ser candidato à reeleição, vai chegar lá forte, com o governo bem avaliado. Bruno tem sido um grande líder político, um grande prefeito e, acima de tudo, um parceiro, amigo extremamente leal e correto”, destacou durante a entrevista. 


Veja também: ACM Neto fala sobre projetos para o futuro: "não saio da política de jeito nenhum"

Na conversa com os jornalistas Chico Kértesz, Victor Pinto e Rodrigo Daniel Silva, o ex-prefeito relembrou momentos vividos à frente da gestão da capital baiana. “Eu já fui prefeito de Salvador, vivi isso o que ele [Bruno Reis] está vivendo, exerci o meu mandato no limite que alguém pode se dedicar a um projeto. Foi algo que me realizou", disse. 

"Quando eu cheguei à Prefeitura, eu tinha muitos receios, principalmente porque a cidade estava do jeito que estava e era a minha primeira experiência à frente da gestão", acrescentou o ex-prefeito, que aproveitou para agradecer o reconhecimento recebido pelos soteropolitanos no pleito eleitoral de 2022. 

Durante os oito anos de gestão em Salvador, ACM foi avaliado como o melhor prefeito de todo o país. Já no segundo segundo turno das eleições que disputou para o Governo do Estado, o ex-gestor da capital baiana recebeu mais de 65% dos votos dos soteropolitanos. 

"Graças a Deus, o povo de Salvador reconheceu isso em 2016, com 74%, em 2020, quando Bruno foi eleito, no primeiro turno, o mais votado das capitais, e quando eu fui candidato a governador agora, sendo votado por 65% da população de Salvador”, acrescentou.


Assista à íntegra da entrevista: https://youtu.be/1c4Rtif7hk0

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.